Arquivo

Posts Tagged ‘food’

Descubra quais os prazos de validade de alimentos variados


Fonte: Site Terra

Camila Gomes e Juliana Crem

O congelamento de alimentos é um processo simples e que torna a vida muito mais fácil. Com o dia a dia corrido de atualmente, tudo que puder facilitar a vida é sempre bem-vindo. Mas o congelamento, além de requerer técnicas e organização, para que nenhum alimento seja perdido ou estragado, também tem prazo de validade variável, de acordo com o tipo de ingrediente utilizado e o método de preparo. Para desvendar os mistérios do congelamento, o Terra conversou com dois profissionais experientes no assunto: o chef Arturo Frank, do Fulana, e Dalva Franco Zanforlin, do Centro Técnico de Culinária Trem da Alegria.

 

”Os alimentos devem estar sempre limpos e ser de boa qualidade. Eles devem ser dispostos em embalagens apropriadas, como potes plásticos ou de vidro ou sacos plásticos próprios, preferencialmente retirando o ar do invólucro”, ensinou Arturo, que recomenda que os alimentos sejam congelados por, no máximo, três meses.

 

Dalva dá aulas sobre o assunto e contou que alimentos com muito amido não devem ser congelados, por soltarem muita água. “Na hora de descongelar, o ideal é que o processo seja feito na geladeira sempre, porque fungos e bactérias se proliferam muito rapidamente se o processo de degelo não acontecer sob refrigeração. Além disso, uma vez descongelado o alimento não pode voltar ao freezer”, ensinou.

 

Confira as dicas dos dois profissionais quanto a prazos e alimentos. Se quiser saber mais sobre o assunto, contate os profissionais:
– Arturo Frank, do restaurante Fulana: (11) 2283-6575.
– Dalva Franco Zanforlin, do Centro Técnico de Culinária Trem da Alegria: (11) 2917-2568/2917-3695.

Fotos: Getty Images

Leia mais…

Comer com os olhos


Lembram daquelas verdadeiras obras de arte com comida que havia postado antes? (veja aqui) Há uma reportagem no jornal ODIA sobre isso.

POR GISLANDIA GOVERNO , RIO DE JANEIRO

Rio – ‘Mamãe, eu quero brócolis!’. Quem não gostaria de ouvir uma frase dessa dos pequenos? O difícil é convencê-los a abrir mão de guloseimas calóricas e pouco nutritivas durante as refeições por pratos ricos em legumes, verduras e frutas. Mas especialistas em nutrição e culinária dão a dica: com criatividade à mesa, dá para burlar a resistência da criançada.

“A turminha geralmente torce o nariz para vegetais e frutas que, justamente, são essenciais para o bom desenvolvimento físico e mental. Então, a estratégia é cuidar do ‘visual’ das refeições. Vale misturar alimentos novos aos preferidos, brincar com a forma dos ingredientes, transformando-os em figuras divertidas. E, o mais importante: deve-se colocar no prato alimentos variados e coloridos, pois isso ajuda a tornar a refeição mais alegre, estimulando o apetite”, ensina a nutricionista Martha Braga, da Rio Gastroclínica.

Levar as crianças para a cozinha também é uma alternativa eficaz. “Ao participar da confecção das receitas, elas querem experimentar o resultado do trabalho. Essa prática deve ser iniciada com os bem pequenos, deixando que eles manipulem as frutas, por exemplo, cortando-as com facas de plástico, e se lambuzem experimentando os diferentes sabores”, diz Martha.

Para a chef Cecília Borges, do Buffet Culinária com Arte (Tel.: 2246-0607), dar um toque especial no preparo das refeições para torná-las mais atraentes não requer segredos. “Uma simples batata, por exemplo, pode ganhar a forma de barquinho. Basta cortá-la ao meio, assar, tirar a polpa e fazer um purê, no qual pode ser acrescentado algum vegetal, e recheá-la. Um pedacinho de brócolis pode virar a vela do barco. Para sobremesa, em vez de doces, um espetinho de frutas variadas fica bonito de se ver e gostoso de comer!”, diz.

Leia mais…